Executivos e carreiras

Prêmio Benchmark indica os três líderes mais influentes em cada segmento, inclusive RPPS

benchmark

Com um total de 631 votos, incluindo a participação de fundos de pensão, RPPS, gestoras de recursos e consultorias, foi encerrado no dia 30 de abril o 1º turno de votação do Prêmio Benchmark, que indicou os três mais admirados de cada categoria do mercado de investimentos profissionais. A eleição é realizada em dois turnos e as indicações do primeiro turno formam uma lista tríplice que é apresentada para votação em 2º turno, quando são eleitos os melhores de cada segmento.

A eleição do Troféu Benchmark é realizada anualmente pela revista Investidor Institucional, premiando profissionais de 20 diferentes categorias. A votação para o 2º turno, a partir da lista tríplice com os nomes mais votados no 1º turno, foi aberta ontem e vai até o dia 31 de maio. Os três dirigentes de RPPS mais votados foram: José Luiz Taborda Rauen, do IPMC Curitiba; Rui Sergio, do Iprev Santos; Sergio Miers, do Ipreville – Joinville. A lista inclui também os três profissionais de investimentos de RPPS mais votados, que foram André Kamizono, do Igeprev Pará; José Marcos Alves de Barros, do Reciprev; Regina Célia Dias, do Iprev DF. Veja abaixo a lista com todas as categorias e todos os profissionais indicados:

Os mais votados no 1turno

Para o 1º turno votaram 631 instituições/empresas. Para o 2º turno é esperado um número maior de votos, até porque tradicionalmente os indicados na lista tríplice costumam fazer campanha por seus nomes. Todas as entidades/empresas tem direito a votação, com um voto por entidade/empresa.

Os critérios de votação, que incluem uma regra que afasta conflito de interesses ao evitar que uma entidade/empresa vote em candidatos de seu próprio segmento, estão publicados no sistema de votação que pode ser acessados através do site www.investidorinstitucional.com.br quanto do site www.investidor-rpps.com.br.

Dos 631 votantes da 1ª fase, 360 foram regimes próprios de previdência. Além disso, votaram 119 fundos de pensão, 121 assets e 31 consultorias, incluindo as de fundos de pensão e as de rpps, e advocacia. O número de votos ficou um pouco abaixo do registrado na votação do ano passado, quando foram computados 741 votos, sendo 495 de RPPS, 131 de fundos de pensão, 98 de assets e 17 de consultorias/advocacia.